Silencie para ouvir!

Disco: Beatles For Sale

Criei esse espaço para falar sobre música e tudo aquilo que ela traz de transformação para a vida. Então, mesmo que por alguns minutos ou mais, te convido a silenciar para depois ouvir. . .

Para começar com grande estilo no dia do meu aniversário escolhi um disco muito especial pra mim: Beatles For Sale. Estou com um LP que emprestei do meu pai que é versão luxo porque traz várias informações incríveis. Cada música traz o nome dos compositores, normalmente Lennon-McCartney, e abaixo o nome de quem canta cada uma delas, além das diversas fotos do encarte e tal…
Bem no meio do encarte do LP tem um texto escrito pelo Derek Taylor, que transcrevo esse fragmento: “Os jovens do ano 2000 extrairão da música mais sensações de bem estar e ardor do que sentimos hoje, porque a mágica dos Beatles, desconfio, não tem limite de tempo nem idade. Ela venceu todas as barreiras. Acabou com todas as diferenças de raças, idades e classes. É venerada pelo mundo inteiro”.

Não pretendo comentar música por música, nem analisar o disco todo, e sim sugerir que você primeiro entre em silencio e depois ouça o disco, atentando aos detalhes e peculiaridades. Esteja presente no aqui e agora. Deixe que cada frase, cada nota, cada palavra faça parte de você nesse momento e de alguma forma a música ressoe dentro.

Eu me lembro da primeira vez que cantei e toquei “Baby´s in Black” num ensaio com a banda Victor e o Gramofone! A pressão sonora que vem dos vocais se junta com a pegada dos instrumentos causando aquela sensação de arrepio e êxtase! No disco é possível sentir isto claramente, ainda mais se mantiver o volume um pouco mais alto.

“I´ll follow the sun” é uma música que me acalma e me faz respirar bem profundamente enquanto ouço. Eu costumo ficar cantando vários dias depois de escutá-la.

“Kansas City” me faz lembrar as bandas de blues que eu tocava. Eu sempre falava pro pessoal pra tocarmos uma versão que o Albert King fazia, mas nunca deu certo. Essa versão dos Beatles tem os vocais meio gritados e uma pegada bem rock/blues com solo de guitarra. Inevitavelmente me dá uma vontade de gritar junto com a música porque ela me traz muita força e energia quando escuto. Essa versão, se eu não me engano, os Beatles se inspiraram no Little Richard para fazê-la.

“Eight Days a Week”… clássica! O nome diz exatamente a quantidade de vezes que escuto por semana!

Disco: Beatles For Sale

Eu resolvi ouvir o disco em LP por causa das diferenças de som que existem se comparado ao CD ou Mp3. Eu sinto que cada tipo de mídia tem a sua particularidade e isso nos permite ouvir e sentir muitas variações. No vinil as freqüências do som são diferentes das ouvidas num CD, por exemplo e, por soar diferente também traz a mensagem de uma forma diferente. É aí que está o grande tcha-nã-nã da coisa.

Lembrei outro dia de um aluno meu que estava ouvindo esse disco dos Beatles pelo meu tocador de mp3. Quando terminou a música, coloquei a mesma em vinil e o cara deu um pulo… e falou “o loco Phill!!!”. Você acaba ouvindo coisas novas e diferentes só de mudar a mídia, e eu acho isso curioso! Mesmo que cada um tenha a sua forma preferida de ouvir, vale a pena diversificar se abrindo para novas sensações e sentimentos.

Por isso, silencie primeiro pra depois ouvir! Deixe de lado as preocupações e esteja presente neste momento. Nem que seja por alguns minutos, ou melhor, algumas músicas ou ainda alguns discos… A música traz muitas mudanças e transformações. Basta nos mantermos abertos e permitir que ela faça, junto conosco, o que é necessário fazer!

E então…
“Just let me hear some of that rock and roll music
Any old way you choose it”

Phill Prates

Disco: Beatles For Sale

Anúncios

8 respostas em “Silencie para ouvir!

  1. Querido Phila!!! Este é praticamente um disco cinquentão, já que foi lançado em dezembro de 1964. Não serei saudosista e muito menos um crítico do atual cenário musical, que é verdade, anda carente de músicos, instrumentistas e músicas de qualidade. O fato é que essa banda e esse disco são transcendentais. Beatles é foda!! Nem mesmo as diferenças entre as mídias o farão soar menor!!! Curti a sua iniciativa, vamos ver e ouvir o que vem por aí!! E digo tchau, ao som de “Do You Want To Know A Secret?” do álbum “Please Please Me” de 1963, que fez cinquentinha esse ano. ABRAÇO NA MONOCELHA!!!

    Curtir

  2. Phill, excelente texto. É muito gratificante saber que alguém da família teve a coragem e a perspicácia de se entregar ao universo da música. Esse é um caminho sem volta, ainda mais pra quem tem a sensibilidade musical apurada e lapidada ao longo de tantos anos. Vida longa ao seu blog e à sua carreira!

    Curtir

  3. Meu garoto… Voce não tinha nem dois anos ainda e já ouvia musica clássica sentado no chão,com aquele fone de ouvido gigantesco.Sua sensibilidade pela musica é nata.Voce é um vencedor.Te amo . mama.

    Curtir

  4. Pingback: Silencie para ouvir! - Victor e o Gramofone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s