Comentários

Anúncios

10 respostas em “Comentários

  1. LE DRUMMER, Phill Prates!!! Já que me chamou p/ comentar e citou no seu texto algumas das letras marcantes do Queen, não poderia deixar de falar do líder da banda. Além desse álbum e de todos os instrumentistas desse quarteto serem excelentes, as letras são muito marcantes e muitas são de cunho do vocalista.
    Farrokh Bulsara (Freddie Mercury) nasceu em Zanzibar, e aos 5 anos de idade foi com sua família p/ Londres onde logo começou a estudar piano. Cresceu e se fez com a música. Freddie sempre teve talento musical. Compunha, tocava, cantava e liderava enérgicamente. Foi o maior front-man do rock. Suas letras sempre foram frutos das suas experiências e por isso a maioria delas, como citou nosso amigo Phila, mexe com nossos pensamentos. Quando criança sofria com o preconceito pelo seu jeito afeminado e, ao contrário do que muitos pensam, ele era bissexual e não gay. “Bohemian Rapsody” além de uma música incrível é a “confissão” de Freddie para sua escolha sexual. “The show must go on” uma das últimas composições, é um adeus e também um entendimento da doença que contraíra e estava prestes a levá-lo. Nela ele diz que “pode voar” e que em breve vai “virar a esquina”mas que apesar de tudo isso “o show deve continuar.” Outras composições fantásticas falam de relacionamentos e de sentimentos, como em “It’s a hard life” e uma já citada acima pelo blogueiro, “Love of my life”. Alguém se arrisca a dizer se Freddie escreveu essas letras p/ uma mulher ou p/ um homem? Não tem como! Sentimento independe do sexo e essa é a sacada dele, por isso essas composições são globais. Philipeto, você disse que queria presenciar um show desses: somos 2 e não estamos sós, tenho certeza. Muitos iam querer presenciar o “maior show de rock de estádio,” título que consagrou a banda. Abração, módafóca!!!

    Curtir

  2. Sinto-me meio responsável por isso. Claro que o fato de mostrar um determinado tipo de musica ou banda não significa que a pessoa vai curtir ou não aquilo. Porém, diga rápido, quem não curte PURPLE???? após ouvir esse som marcante e característicos deles? Abraços Joao Guilherme

    Curtir

  3. E AE PHILL, TD DE BOM PRA VC E SUA FAMILIA TAMBÉM…
    SÓ O CLASSICO, A NATA DA COCADA DA MUSICA…AINDA MAIS HOJE EM DIA COM ESSA PODRIDÃO E ESCARRO DA MUSICA COMERCIAL…É BOM CONHECER E NUNCA DEIXAR DE OUVIR ESSES ETERNOS CLASSICOS…
    MUITA COISA BOA PARTINDO DE BEATLES, STONES, PURPLE, DOORS,ZEPPELIN,ETC…
    ABRAÇÃO

    Curtir

  4. Legal em Phill, agora me deu vontade de passar na mutantes e pegar um vinil para curtir todas essas músicas. Confesso que conheço só as que estouraram na mídia, passei minha adolescência envolvido com as bandas mais ‘pops’ e desatento a tantas bandas boas dessa época… Mas o que mais me marcou em seu post, é esse poder que a boa música tem de marcar uma época, e fazer com que nossas recordações venham a tona e devaste em lembranças e sentimentos, que por vezes ficaram adormecidos só esperando uma oportunidade de serem relembrados. Agora pensa na juventude de hoje que anda ouvindo tanta música de baixa qualidade ? Mais um desafio para nós professores, mostrar a boa música, para que eles possam silenciar para conseguir ouvir, e entender o real poder da música !!! Parabéns Phill e abração !

    Curtir

    • É isso aí Du!!!! Realmente fiquei muito feliz com o seu comentário e tudo o que vc trouxe à tona! Muito obrigado por agregar tanto para nós!!! Mantenha-se sintonizado na Radio Victor!!! e “sinta-se em casa” para falar sempre!!! heheh
      Abração!!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s